Viagem para Machu Picchu: dicas, o que fazer e quando ir [GUIA]

Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Machu Picchu é uma das maravilhas do mundo e Patrimônio Mundial da Unesco. Por isso, fazer uma viagem para Machu Picchu é o sonho de todo turista. A “cidade perdida dos Incas” é repleta de história e misticismo.

O vale sagrado dos Incas é quase um museu a céu aberto. Caminhar por suas vielas, visitar seu relógio solar, ter uma bela vista das montanhas que a cercam e sentir na pele o encanto do lugar: isto tudo torna a viagem imperdível.

Você conhece nossa página de Vantagens e Descontos? Certamente vai encontrar economia para sua viagem lá. Recomendamos todos os fornecedores que lá estão porque confiamos.

Depois que ler o texto dê uma passada nessa página e garanta diversos descontos.

Confira neste artigo: informações importantes, dicas e o que fazer em sua viagem para Machu Picchu. Então, boa viagem!

Viagem para Machu Picchu no Peru

Viagem-para-Machu-Picchu-1024x768 Viagem para Machu Picchu: dicas, o que fazer e quando ir [GUIA]
Viagem de trem Machu Picchu no Peru

Machu Picchu está a mais 2.400 metros acima do nível do mar, no meio do caminho entre as montanhas do Andes e a floresta Amazônica. Foi descoberta no início do século passado e estava escondida embaixo de uma vegetação fechada e repleta de serpentes.

A cidade é dividida em dois setores: o setor agrícola que abrange uma grande rede de terraços artificiais e plataformas; e o setor urbano, formado para várias construções e praças. Suas construções seguem o estilo clássico Inca: construções com muros de pedra polida retangular, com portas e janelas em forma de trapézio. Estas duas áreas são separadas por um fosso seco.

Qual a melhor época para viajar para Machu Picchu?

Melhor-epoca-para-ir-a-Machu-Picchu-1024x683 Viagem para Machu Picchu: dicas, o que fazer e quando ir [GUIA]
Machu Picchu nublado

Machu Picchu tem duas estações bem definidas: a estação seca e estação chuvosa:

  • Estação chuvosa: ocorre entre os meses de novembro e março. As chuvas normalmente ocorrem a tarde e tem neblina pela manhã. Fevereiro é o mês mais chuvoso e a Trilha Inca fica fechada para manutenção.
    • Vantagens: a cidade fica bonita e toda verdinha. Como há muito menos turistas devido à baixa temporada, os preços são mais baixos em hotéis, passeios e outros serviços.
    • Desvantagens: se chover muito o parque é fechado. Tem maior ocorrência de pernilongos e podem ocorrer desmoronamentos, então, a circulação de trens e veículos é interrompida
  • Estação seca: ocorre entre os meses de abril a outubro. O sol brilha o dia todo e quase não chove. Em junho acontece a festa Inti Raymi: celebração do deus-sol com rituais, danças e vestimentas coloridas.
    • Vantagens: tempo agradável e seco. Melhor clima para aproveitar os pontos turísticos de sua viagem para Machu Picchu que, em sua maioria, fica ao ar livre.
    • Desvantagens: maior movimento de turistas, inclusive nas trilhas. Junho e julho recebem mais turistas, em junho por causa da festa do deus-sol e em julho por ser época de férias escolares. Por causa da alta procura, é necessário reservar ingressos com antecedência. Por ser alta temporada os preços estão todos mais altos.

Passagem aérea para Machu Picchu

A viagem para Machu Picchu deve ser feita em várias etapas, pois, não há voo direto até Cusco, que é a cidade mais próxima. Primeiro é necessário pegar um voo até Lima, capital do Peru. A duração de um voo entre São Paulo (por exemplo) e Lima é de aproximadamente 5 horas. Depois mais uma hora de voo até Cusco. O resto do percurso pode ser feito de ônibus, de trem ou em trilhas a pé para os mais aventureiros.  

As passagens aéreas costumam ser o item mais caro em uma viagem, por isso, precisa ser muito pesquisado. Existem ferramentas de busca que ajudam a comparar preços, como a Passagens Promo. Não deixe de consultar!

Dicas de viagem para Machu Picchu

Confira dicas selecionadas para você aproveitar mais sua viagem para Machu Picchu:

  • Contrate um guia local oficial. O guia leva o turista nos principais pontos da cidade na ordem em que os locais devem ser conhecidos e conta a história de cada construção. Os guias ficam próximos às bilheterias na cidade de Águas Calientes e, também, no alto da montanha, perto da entrada de Machu Picchu
  • Carimbe o passaporte com a imagem de Huayna Picchu e guarde como recordação de sua inesquecível viagem para Machu Picchu. Isto pode ser feito ao lado da porta de entrada do sítio arqueológico
  • Leve protetor solar, repelente, chapéu ou boné e capa de chuva. Vá de tênis e leve água e alimentos em sua mochila, pois, dentro do sítio não existem postos de venda
  • Vá ao banheiro do lado de fora do parque, pois, dentro do parque não há banheiros e não se pode sair para usar o banheiro e voltar
  • Descanse e tome bastante água, beba chá de coca ou mastigue a folha, para evitar o mal estar devido à altura
  • Vá com calma: o ar rarefeito faz o cansaço vir muito rápido, mesmo para os mais acostumados
  • Não é obrigatório fazer seguro viagem, mas é muito bom fazer. Pessoas desacostumadas a grandes altitudes podem sofrer com o mal de altura
  • A viagem para Machu Picchu não é indicada para famílias com crianças pequenas ou para pessoas com dificuldades de locomoção. 

Quantos dias é ideal para ficar em Machu Picchu?

O sítio arqueológico pode ser conhecido em um único dia. Verificando bem os horários dos trens, descontando o descolamento de ônibus e o tempo de entrada na cidade e nas montanhas, é possível conseguir um período de 6 horas para explorar a cidade. Mas se houver disponibilidade de mais dias, o ideal é estender um pouco para passear com tranquilidade.

Considerando as distancias, uma viagem para Machu Picchu com tempo bem apertado leva cerca de 5 dias. Então é recomendável reservar pelo menos uma semana.

Viagem para Machu Picchu precisa de passaporte?

O Peru não exige passaporte de brasileiros. Basta apresentar a carteira de identidade brasileira (RG) para obter um visto que permite visitar o país por até 90 dias. Por outro lado, é interessante carimbar o passaporte em qualquer viagem, tornando o passaporte um registro de memórias, incluindo a viagem para Machu Picchu.

Qual a moeda usada no Peru?

Moeda-1024x768 Viagem para Machu Picchu: dicas, o que fazer e quando ir [GUIA]
Moeda

A moeda oficial do Peru é o Novo Sol, mas alguns lugares aceitam dólares e até euros. Os hotéis e restaurantes aceitam cartões de crédito, mas é aconselhável ter dinheiro vivo, porque boa parte dos lugares não trabalha com cartões.

Onde comprar ingresso para Machu Picchu

Não há venda de ingressos na porta do parque. É necessário comprar os ingressos em Cusco, em Águas Calientes ou pelo site oficial. Compre os ingressos com antecedência, principalmente se for viajar na alta temporada. Há um número limitado de turistas permitidos em Machu Picchu, por dia. Lembrando que estudantes com carteirinha internacional pagam meia entrada.

O que fazer em Machu Picchu?

Hoje em dia existem três circuitos fixos de visitação:

  • Circuito 1: é o circuito mais completo e é o único que leva até o mirante de 240 metros de altura, no qual se vê a vista famosa da cidadela. Dura cerca de 3 horas e é o mais recomendado em uma viagem para Machu Picchu;
  • Circuito 2: leva a um mirante menos alto com uma vista geral da cidadela e não passa pela parte agrícola. Dura cerca de 2,5 horas;
  • Circuito 3: indicado para quem tem dificuldade de locomoção. Dura cerca de 2 horas.

Não se esqueça da página de Vantagens e Descontos. Certamente vai encontrar economia para sua viagem lá.

Ah, se você tiver qualquer aborrecimento com um dos fornecedores indicados na nossa página conta pra gente ok?

1. Porta do Sol

A Porta do Sol ou Intipunku era a primeira visão que as pessoas tinham da cidadela de Machu Picchu, e o turista que chega pela Trilha Inca também chega por esta porta. A Porta do Sol foi uma espécie de portão de controle para as pessoas que entravam e saiam da cidade Inca. A construção é dedicada ao sol, sendo que durante o Solstício de Verão o sol aparece na cidade Inca por este lugar.

2. Templo das Três Janelas

Templo-das-3-Janelas-1024x768 Viagem para Machu Picchu: dicas, o que fazer e quando ir [GUIA]
Tempo 3 janelas

O templo é um edifício magnífico, construído com grandes blocos de pedra polidos e encaixados perfeitamente um no outro. Originalmente havia 5 janelas, hoje existem somente 3 que indicam a localização exata da saída do sol.

3. Templo Principal

Templo-Principal-1024x768 Viagem para Machu Picchu: dicas, o que fazer e quando ir [GUIA]
Templo Principal

Este imponente templo tem uma estrutura com 3 grandes paredes retangulares e as pedras utilizadas são grandes e muito bem polidas. Com a passagem do tempo, a parede principal se deteriorou. No centro há uma grande plataforma que deve ter servido como altar. Acredita-se que esta construção represente a Constelação Cruzeiro do Sul.

4. A pedra Intihuatana

A-pedra-Intihuatana-768x1024 Viagem para Machu Picchu: dicas, o que fazer e quando ir [GUIA]
Pedra Intihuatana

É o relógio solar e astronômico de Machu Picchu. O relógio está localizado no ponto mais alto do sítio. Ele foi construído para conectar os 3 níveis cósmicos da cultura mitológica Inca: os mundos superior, terreno e inferior. Algumas pessoas aproximam suas mãos da pedra para receber as energias do lugar. Os seus quatro lados representam os pontos cardeais: norte, sul, leste e oeste.

5. Praça Principal ou Praça Sagrada

O local provavelmente era utilizado para rituais, possivelmente relacionados com a lua e as estrelas. Dentro da Praça Sagrada há três pedras misteriosas: a primeira é uma pedra grande e baixa que pode ter sido utilizada como altar; a segunda é um bloco quadrangular muito menor e mais alto, que também pode ter sido um altar e a terceira é uma pedra em formato de losango, cujos cantos apontam para os quatro pontos cardeais.

6. Rocha Sagrada no Machu Picchu

A Rocha Sagrada é uma pedra natural, cortada e trabalhada; de 3 metros de altura e 7 metros de largura. A rocha foi trabalhada para parecer a silhueta de uma montanha localizada atrás da pedra: a montanha Cerro Pumasillo.

7. Templo do Condor

Templo-do-Condor-1024x768 Viagem para Machu Picchu: dicas, o que fazer e quando ir [GUIA]
Condor

O Templo do Condor é um impressionante templo dedicado a uma das maiores aves do mundo, o condor. Em uma rocha natural foram esculpidas as asas, enquanto cabeça e o pescoço da ave estão esculpidos no chão, em forma de altar.

8. Fontes Rituais

As Fontes Rituais são tanques de reserva de água, formados por dezesseis fontes que possuíam um significado espiritual. 

9. Templo do Sol

O Templo do Sol está localizado no setor urbano e era utilizado para cerimônias religiosas. No centro do templo está o Torreón, uma construção semicircular. O templo ainda possuiu uma caverna natural que era utilizada como cripta para a aristocracia Inca.

10. Palácio da Princesa

Segundo historiadores, Machu Picchu foi um lugar para albergar as princesas virgens do império Inca. Durante as escavações realizadas no Palácio, se descobriu que a maioria dos restos humanos encontrados neste lugar eram de mulheres.

11. Área Agrícola em Machu Picchu

Area-Agricola-1024x682 Viagem para Machu Picchu: dicas, o que fazer e quando ir [GUIA]
Área agrícola

A área agrícola era composta de terraços e recintos para armazenar alimentos. Os terraços serviam para cultivo e para prevenir a erosão do solo, por meio de um engenhoso sistema de drenagem. Por isso, ocupam todo o entorno da montanha onde Machu Picchu está assentada.

Seguro Viagem para o Peru

Não é obrigatório seguro viagem para sua viagem para Machu Picchu, pois, o Peru não exige este seguro para entrada no país. Mas, de qualquer forma, ele é recomendado.

Diversos fatores como: mudança na dieta e a diferença de altitude, podem causar desconforto durante os passeios. Alguns destes passeios envolvem atividades de ecoturismo, como trilhas e montanhismo. Estes esportes podem trazer riscos e estar prevenido para possíveis imprevistos é fundamental.

As seguradoras indicadas pelo site do Seguros Promo (link com desconto) atendem 24 horas por dia, todos os dias da semana e aceitam ligações a cobrar do exterior. Você pode viajar sem preocupações. 

Trilha Inca

Para quem tem o espírito aventureiro, é possível chegar a Machu Picchu através da Trilha Inca. É uma trilha que exige muito preparo físico, pois, são muitas subidas e descida em altitude. Para aliviar a dificuldade é possível contratar um carregador para levar a mochila.

A Trilha Inca atravessa 42km e pode levar de 2 a 4 dias. Existe uma cota de pessoas que podem atravessá-la, então ela deve ser agendada em uma agência especializada com pelo menos 5 meses de antecedência. Nesta trilha dá para apreciar a selva com uma grande variedade de plantas, aves e borboletas, além de montanhas incríveis. No percurso também se encontram alguns complexos arqueológicos como Llacta Pata e Wiñay Wayna.

Depois que foi criado este limite de turistas para atravessar a Trilha Inca, as agências de viagem para Machu Picchu se viram obrigadas a criar trilhas alternativas.

A trilha alternativa mais popular é a Trilha Salkantay e seu agendamento não precisa ser feito com tanta antecedência. Esta trilha faz um caminho alternativo passando pela parte sul da cordilheira de Vilcanota, atravessa 70km e leva de 4 a 5 dias. Como é menos conhecida e mais vazia, permite maior liberdade para se desfrutar das belezas naturais.

Passei aqui pra te lembrar de acessar a página de Vantagens e Descontos. Esperamos que você consiga encontrar alguma vantagem para você com os nossos parceiros.

tem cupom de desconto, links com descontos, indicação de serviços. Vale a pena!

Viagem imperdível! Neste artigo, você conheceu tudo para fazer sua viagem para Machu Picchu ser ainda mais inesquecível. Se as dicas foram úteis para você, compartilhe-as com seus amigos. Para conhecer mais dicas como estas, continue nos acompanhando. Não se esqueça de registrar suas dúvidas, sugestões e comentários, aqui!

Veja também mais artigos sobre dicas de viagem para a América do Sul.