Cidades que dão nome aos personagens de La Casa de Papel

por Laryssa Xavier Compartilhe

Se você ainda não assistiu, com certeza já ouviu falar de La Casa de Papel, a série espanhola que tomou a Netflix, as redes sociais e nossas vidas nos últimos meses. Para além da trama que caiu na graça da galera, foram os personagens de La Casa de Papel que causaram tanto alvoroço.

E é sobre essa gangue maneira que ganhou o coração dos fãs da série – e o meu também! – que vamos falar agora. Pega a pipoca e chega mais!

La Casa de Papel, o sucesso recente da Netflix

Quando oito ladrões super habilidosos se trancam dentro da Casa da Moeda da Espanha, seguindo instruções de um ambicioso “Professor” para protagonizar o maior rouba da história, só pode ser um sucesso.

E se, somado à tudo isso, acrescentarmos reféns cativantes, ladrões nem tão ruins assim e um roubo que parece TUDO, menos um roubo? Eis que surge a febre de La Casa de Papel, a série que tem conquistado fãs por todo o mundo.

Mas como sabemos de nem só de um bom enredo é feito uma boa série, o que realmente caiu na graça da galera foram os personagens que fizeram tudo acontecer! O que chamou a atenção de quem assistiu a trama, são os protagonistas e a escolha dos codinomes dos ladrões, que são, nada mais nada menos, que nome de capitais ao redor do mundo!

Já dá para imaginar como nós, do Dicas Para Viagens, que estamos sempre procurando bons motivos para conhecer lugares novos, pensamos em muitas viagens diferentes para se fazer inspiradas nos personagens de La Casa de Papel.

Quer saber quais são os oito destinos inspirados na série? Então vem comigo! 😉

Os codinomes dos personagens de La Casa de Papel

Berlim, Denver, Helsinque, Moscou, Nairóbi, Oslo, Rio e Tóquio foram os codinomes usados pelos criminosos para ocultar a identidade de cada um. O que era só mais um detalhe no plano super ambicioso dos personagens de La Casa de Papel, acabou virando um verdadeiro roteiro de viagem em nossas mãos.

E nada melhor do que conhecer um pouco mais sobre cada cidade para, quem sabe, planejar sua próxima viagem – e de quebra, ainda entender melhor a relação entre os codinomes e a personalidade dos nossos queridos protagonistas!

Berlim – Alemanha

personagens de la casa de papel

Enquanto o “Professor” é o cérebro, o personagem Berlim é o coração (ironias à parte) do grande roubo à Casa da Moeda. Com uma metodologia por vezes duvidosa, Berlim se tornou um dos personagens mais odiados da série, mas ainda assim conquistou uma legião de fãs – e foi o ladrão que roubou meu coração 😂

Meticuloso e egocêntrico, o Berlim de La Casa de Papel pode ser admirado por sua genialidade e ao mesmo tempo odiado por sua postura apática. Não dá para negar que na série, Berlim é um ditador e é isso que torna a escolha do codinome do personagem muito ousada.

O nome usado pelo protagonista remete, infelizmente, ao passado alemã que ninguém gosta de lembrar, mas está sempre vivo na memória de todo mundo. A cidade é um verdadeiro museu a céu aberto, e foi marcada, assim como o personagem, pelo seu egocentrismo, autoritarismo e um enorme senso de honra.

Além de ser uma oportunidade imperdível conhecer a cidade de Berlim, uma viagem à capital pode ser incrível para conhecer mais sobre a história, se impressionar com sua modernidade e sua riqueza histórica. (Está aí mais uma relação com o personagem: sua postura sempre elegante e sua ficha criminal marcada por muitos roubos à grandes joalherias).

Há apenas uma coisa que não podemos negar – e quem já assistiu a série vai concordar comigo: Assim como a capital, Berlim é um personagem avassalador!

Denver – Estados Unidos

personagens de la casa de papel

“Bem vindo a Denver, onde há 300 dias de sol por ano”, é o que diz a capital do Colorado em sua página oficial. E não é que a frase serve tanto para a cidade quanto para o personagem Denver de La Casa de Papel?!

A cidade de Denver mistura tradição e modernidade e está sempre muito animada, culturalmente vibrante, com uma vida noturna super movimentada. Assim como o protagonista, que é sempre divertido e tem um espírito livre.

Em uma primeira impressão a gente pode até chegar a achar que ele não passa de um garoto metido a criminoso, mas na realidade o rapaz se mostra muito sensível e fiel aos seus ideais, remetendo à tradicionalidade da capital.

E claro, não dá para deixar de lado outra semelhança entre o personagem e a cidade: o protagonista possui um passado envolvendo drogas, e Denver, por outro lado, foi a primeira cidade americana a autorizar o uso social da maconha.

E tanto o personagem quanto a cidade trazem o frescor da liberdade e juventude (Denver, na série, é sempre o responsável por trazer leveza aos momentos mais tensos). Para ele, nunca há tempo ruim, e não é que o codinome caiu como uma luva? Afinal, a cidade tem 300 dias de sol!

Helsinque – Finlândia

personagens de la casa de papel

Com um clima tranquilo e ao mesmo tempo revigorante, Helsinque é uma surpresa para o viajante. Assim como o personagem da série, que mesmo sendo a força bruta do assalto à Casa da Moeda, faz os telespectadores rir com suas falas divertidas, principalmente quando contracenando com um dos reféns.

Quem viaja para a capital da Finlândia tem como passeio quase obrigatório conhecer a Suomenlinna, uma fortaleza construída pelos suecos (quando a Suécia comandava o país) para controlar as invasões russas.

E não é que na série Helsinque é quase uma muralha para impedir que as autoridades intervenham no plano fantástico do Professor? É muita coincidência!

Moscou – Rússia

personagens de la casa de papel

Moscou pode até intimidar de primeira, mas a sua energia deixa de lado essa visão. Carregada de tradicionalismo, é clássica e tem uma bagagem histórica enorme! Agora fica a duvida: estamos falando da capital da Rússia ou o personagem de La Casa de Papel?

A verdade é que o codinome do assaltante poderia até ser seu nome real. Moscou é sério, mas sabe se divertir quando é a hora certa. Além disso, ele pode ser rigoroso às vezes e sempre defende seus companheiros, assim como os russos, que tem fama de serem super nacionalistas.

A cidade é um verdadeiro museu, com uma super bagagem histórica. Já na série, Moscou é um dos personagens de idade mais avançada e isso faz com que ele sempre tenha uma história para contar ou um conselho para oferecer.

Nairóbi – Quênia

personagens de la casa de papel

Nairóbi, uma das personagens mais fortes da série, faz juz ao seu codinome. Seu papel é um dos, se não o mais, importante da série, afinal, é ela que fica responsável por falsificar todo o dinheiro que os oito ladrões pretendem roubar.

Assim como grande parte da população de Nairóbi, a protagonista viveu em meio a pobreza, foi mãe ainda jovem e perdeu a custódia do filho depois de ter sido presa.

Não dá para negar a semelhança entre a Nairóbi da série e a capital da Quênia; a cidade é repleta de contrastes com construções luxuosas em ruas sem calçada, hotéis famosos ao lado da Kibera, a maior favela do mundo, população imersa em pobreza enquanto a cidade possui diversos centros de proteção à vida animal que são referências em todo o mundo.

Assim como a personagem, a capital da Quênia está em constante desenvolvimento, superando as dificuldades da miséria e pobreza, sem esquecer os valores culturais.

E não há como não perceber o grande contraste da vida da personagem: Nairóbi perdeu a guarda do filho por causa da sua relação com o mundo do crime, e pretende recuperar a criança após protagonizar o “maior roubo da história”!

Oslo – Noruega

personagens de la casa de papel

Oslo é um personagem de poucas palavras, mas muita ação! Ele é a força da invasão à Casa da Moeda junto com Helsinque. E assim como o personagem, a cidade também é cheia de energia.

A capital da Noruega é muito marcada pela história dos Vikings, os exploradores que ficaram conhecidos por suas incursões na Europa. A reputação dessa galera é muito marcada por guerras e crueldade (apesar de terem outras habilidades dignas de admiração).

E, bom, até que faz sentido o codinome do personagem que fica responsável por colocar ordem na casa através da sua força bruta.

Rio de Janeiro – Brasil

personagens de la casa de papel

Um dos personagens de La Casa de Papel preferido de muitos fãs da série leva o nome da nossa cidade maravilhosa, Rio de Janeiro. Rio é o caçula da gangue de ladrões que invadem a Casa da Moeda e tem uma das habilidades mais interessantes para o sucesso do “maior roubo da história”.

Em um primeiro momento, pode ser difícil relacionar o garoto com a cidade carioca. Mas estamos falando de um jovem que compartilha a mesma energia da cidade brasileira. O intrigante, no entanto, é que o garoto é um gênio da informática, um hacker super habilidoso capaz de invadir qualquer sistema, e apesar da cidade estar sempre crescendo em seu potencial tecnológico, muitas vezes não é lembrada por isso.

Ainda assim dá para notarmos algumas semelhanças entre o Rio personagem e a cidade carioca. Mesmo estando super envolvido com uma situação tensa e caótica, Rio é um dos personagens mais ‘humanos” da série e sabe ser cortês com os reféns, mesmo que esteja segurando armas na mão.

O Rio de Janeiro é conhecido pelo Cristo Redentor, as praias, a natureza, a jovialidade e a hospitalidade dos cariocas. Mas ainda assim, há quem tenha receio – ou até mesmo muita curiosidade, de conhecer o maior complexo do país, e não há quem conheça o Rio de Janeiro e não saia apaixonado pela cidade maravilhosa!

Tóquio – Japão

personagens de la casa de papel

Em um primeiro momento pode ser super estranho tentar relacionar a personagem Tóquio com a cidade japonesa. Ainda mais quando a capital do Japão é conhecida pela tecnologia (e faria muito mais sentido ter Rio, o hacker, com esse codinome).

Mas para além da tecnologia, Tóquio é considerada uma das cidades mais vibrantes do mundo e energia a personagem de La Casa de Papel tem de sobra! Assim como a cidade, a personagem é vibrante, moderna e proporciona um choque cultural aos viajantes que se aventuram por lá. Na série, Tóquio é capaz de causar o mesmo choque com seu comportamento caótico.

A protagonista é, praticamente, a principal da trama. Com seu lado inconsequente e imprevisível, é uma das personagens de La Casa de Papel que dividiu opiniões: há quem ame e quem odeie (e eu estou no segundo grupo 😨).

E, claro, como em La Casa de Papel os codinomes são todos muito bem pensados, Rio acaba se envolvendo com Tóquio durante a série. O que é bem justificado, já que a capital do Japão é um verdadeiro paraíso para os amantes da tecnologia.

E aí, já sabe qual seu destino preferido?

Agora que você já conhece todas as cidades que serviram de codinome para os personagens de La Casa de Papel, que tal dar uma olhada em outra série do Netflix que foi gravada em solo brasileiro? Vem ver tudo sobre a série 3% e o Instituto do Inhotim!

E já que você chegou até aqui, então posso presumir que, assim como eu, você ama procurar inspirações para novas viagens e adora a nossa querida Netflix. Então vem juntar o útil ao agradável e veja alguns filmes da Netflix que vão te inspirar a viajar!