Dicas para Viagens

Gol é a primeira a anunciar cobrança por bagagem

por Priscyla Fideles Compartilhe

A Gol foi a primeira cia a confirmar a cobrança separada por despacho de mala. A cobrança será feita de acordo com a quantidade de malas despachadas o valor por unidade ainda não foi definido, sabe-se apenas que quem não despejar bagagem irá pagar mais barato pela passagem e que a primeira mala terá valor menor do que a segunda e assim por diante.

Atualização: Segundo o Ministério Público Federal (MPF), no dia 13/04/17, a cobrança de bagagem foi suspensa.

Em dezembro do ano passado, a Anac divulgou a aprovação de novas regras, sendo a mais comentada delas a autonomia concedida às companhias aéreas para cobrar livremente pelo valor das bagagens despachadas,assim, a antiga franquia de bagagem que era de 23 kg para voos nacionais e 2 malas de até 32 kg para voos internacionais deixou de ser obrigatória.

Segundo comunicado da Gol, clientes que não pretendem despachar mala encontrarão passagens mais baratas. A empresa já deixou clara a intenção de incentivar a compra das passagens com antecedência, através da venda de tarifas promocionais para os clientes que precisam despachar bagagem.

Isso significa que quem deixar para informar sobre o despacho no momento do check in poderá pagar mais caro pelo serviço. Membros do programa de fidelidade da Gol e clientes que optarem por passagens de classes tarifárias maiores terão alguns benefícios como o valor da bagagem despachada já incluso na tarifa.

Comprei uma passagem aérea antes de saber disso. E agora?

Se você comprou uma passagem aérea da Gol antes de ser divulgado essa mudança, e irá embarcar após a data de começo das mudanças – 14 de março – você não precisa se preocupar. A cobrança só valerá para bilhetes emitidos após essa data.

Se as outras companhias aéreas irão cobrar ou não pela bagagem despachada ainda é um mistério. E aí, o que achou da nova mudança da Gol? Conte pra gente!