House sitting: o segredo da hospedagem grátis

Quem está planejando uma viagem de férias, mas não quer sentir o bolso doer, vai adorar o segredo da hospedagem grátis: o house sitting. A novidade, que vem modificando o mercado do turismo, traz para o viajante uma oportunidade de economia maior e com experiências únicas. O programa, que consiste em uma troca de serviços, funciona basicamente como uma vaga de emprego: o proprietário publica um anúncio e o viajante candidata-se para a vaga. Mas, atenção!, não há  envolvimento financeiro.

Para você que busca uma alternativa como essa, preparamos este post com várias informações sobre o house sitting. Quer saber mais? É só continuar a leitura!

O que é house sitting?

Traduzindo o termo para o português, house sitting é algo como “cuidador da casa”, e serve para denominar a possibilidade de viajar pelo mundo com hospedagem grátis. A proposta é a seguinte: o viajante se oferece para tomar conta da residência e, na maioria dos casos, dos animais, dos proprietários durante o período que os mesmo se encontram fora da cidade. Através de uma economia colaborativa, ambas as partes ajudam-se no processo: os proprietários conseguem fazer uma viagem tranquila, com a certeza de que seus animais e casa encontram-se seguros e bem cuidados e os viajantes conseguem moradia gratuita e inúmeros gastos reduzidos.

Como funciona?

Existem sites exclusivos que fazem as ligações entre os usuários. Tanto os proprietários quanto os viajantes precisam realizar um cadastro, cuja taxa anual varia de U$ 20 a U$ 100, para que seus perfis e anúncios fiquem válidos. O processo funciona da seguinte maneira: o dono da residência publica um anúncio com todas as informações sobre o imóvel, os animais de estimação, caso tenha, o período da hospedagem e quais suas expectativas. No site, ele ainda encontra a opção de convidar um cuidador, no entanto, a quantidade de interessados geralmente é tão grande que ele não precisa fazê-lo.

Depois, os viajantes candidatam-se para as vagas e os donos selecionam os perfis que lhes parecem mais interessantes. É geralmente após essa escolha que começa efetivamente a conversa entre o proprietário e o viajante e isso acontece através do Skype, por isso, é importante saber pelo menos o básico da língua do país de destino. Caso seu perfil seja escolhido e tudo ocorra bem durante sua estadia, você receberá no seu perfil uma avaliação feita pelo dono da casa, e isso contará muito durante suas próximas candidaturas à novas hospedagens.   

A hora de fazer o perfil

#1 Perfil profissional

Faça seu perfil no site como se fosse um currículo profissional. Caso você esteja em busca do seu primeiro house sitting e não tenha experiências, evidencie suas qualidades e outras áreas nas quais já trabalhou.

#2 Referências

Se no site há espaço para referências, não economize. Coloque referências de locais que você já prestou algum tipo de serviço, mesmo que seja totalmente fora do universo house sitting. Aproveite o espaço para auto-apreciar-se também, peça para familiares ou amigos íntimos escreverem sobre suas qualidades e gostos.

#3 Comprove o idioma

Grave um vídeo falando no idioma do país de destino para que os proprietários possam ver que isso não será uma barreira entre vocês. Mostre seu rosto para causar afeição e mostre também a pessoa que for com você, se houver.  

#4 Mantenha-se conectado

Fique em alerta para receber novos anúncios. Quanto mais rápido você se candidatar, maior será a chance de conseguir a vaga.

#5 Skype

As conversas são feitas, geralmente, pelo skype. Seja disponível para conversar em dias e horários que o contratante desejar e prepare-se para demonstrar boa desenvoltura na hora. É importante demonstrar neste momento tudo aquilo que foi dito no seu perfil.

Sites para house sitting

Diversos sites realizam a função de conectar proprietários e candidatos às vagas; cada um deles demanda um diferente perfil e uma taxa anual com um valor diferente. Confira, abaixo, uma lista com alguns sites e escolha o melhor de acordo com o que você procura.

#1 Trusted House Sitters

O maior no ramo do House sitting, o Trusted House Sitters é o site com a taxa anual mais cara atualmente, U$ 95,88, e possui o maior número de ofertas disponíveis espalhados pelo mundo.

#2 House Carers

O site House Carers só permite que você tenha contato com o dono do imóvel depois de tornar-se membro, pagando a taxa anual de U$ 50. É o pioneiro no assunto e possui variedade de imóveis.

#3 Mind My House

Com uma das taxas mais baratas atualmente, U$ 20, o site Mind My House permite que o viajante veja um mapa das casas disponíveis pelo mundo antes mesmo de tornar-se membro.

#4 Nomador

De origem francesa, o site Nomador tem ofertas especiais para quem deseja ir para o seu país de origem. Além de possuir inúmeras funções que não existem em outros sites, ele ainda possibilita que o viajante fale com 5 proprietários antes de precisar pagar a taxa anual de U$ 89.

Gostou do conteúdo? Não deixe de divulgar nas redes sociais e indicar para os amigos. Aproveite para chamar aquele companheiro de viagem para testar o house sitting com você!

Um comentário em “House sitting: o segredo da hospedagem grátis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Passagens com até 30% off!
Aproveite!
Ida e Volta
Somente Ida
De:
Para:
Ida:
Volta:
Passageiros:
Adultos
+ de 12 anos
Crianças
2 a 11 anos
Bebês
- de 24 meses